Circular nº 11

Caros Associados

Como é de seu conhecimento, nossa entidade garantiu para os associados, através de medida liminar, o direito de acessar a Internet sem a necessidade de autenticação.

Veja a determinação judicial e a publicação no Diário Oficial de 03/02 em  ABUSAR CONSEGUE LIMINAR CONTRA A TELEFONICA .

Para fazer valer esse direito, a ABUSAR enviou para a 34ª Vara e para a Telefonica os dados de todos os associados cadastrados, sob protocolo, nesta sexta-feira, dia 31/01.

Mas, nem todos os associados poderão usufruir da decisão, pois apresentam dados cadastrais incorretos ou incompletos.

Assim, se você quiser ser beneficiado pelos efeitos dessa liminar, atualize seu cadastro, e envie-nos por e-mail os seguintes dados.

1 - Número do telefone onde o Speedy está instalado

2 - Nome e CPF (ou CNPJ) do titular deste telefone.

3 - Endereço com Cidade e CEP. do local da instalação.

4 - Comprovação de Associação

Nota: A efetiva associação é atestada pelo Comprovante de Pagamento de associado
(última trimestralidade para os associados antigos; para os novos, inscrição e primeira trimestralidade).

As pessoas jurídicas devem seguir os procedimentos acima, substituindo o CPF pelo CNPJ.

Para os associados que estão com suas contribuições em atraso, estamos facilitando a regularização de sua situação, dividindo a taxa de inscrição em 4 parcelas mensais de R$ 20,00.

Assim, o valor que lhe credencia a participar já do benefício da liminar, será de R$ 40,00 , sendo R$ 20,00 correspondenteS à primeira parcela da inscrição, e R$ 20,00 correspondentes ao pagamento da trimestralidade referente a Janeiro, Fevereiro e Março de 2003.

Aos novos e antigos associados, que atualizaram seu cadastro e enviaram comprovantes, solicitamos desconsiderar este comunicado, pois seus registros de associados já foram enviados à Justiça e à Telefonica.

Inclusive, recebemos hoje a grata notícia que Demian Cáceres, nosso associado de número 588, foi o primeiro beneficiado pelos efeitos da liminar. Veja a mensagem aqui.

Atenciosamente,

Horacio Belfort
Presidente
ABUSAR