Pinagem e Dicas do Cabo CAT5

Pinos:

1 e 2 são utilizados na transmissão

3 e 6 são utilizados na recepção

4, 5, 7 e 8 não são utilizados em 10baseT, só
em 100baseT


Repare que os pares verdes são os únicos que ficam separados.

OBS.:
Cabeamento CAT5 segundo o padrão
TIA/EIA 568-B

Cabeamento CAT5 (normal)

1 - O cabeamento de uma rede Ethernet que segue o padrão TIA/EIA 568-B,  está pronta para trafegar numa velocidade de até 100Mbps (100BaseT - Fast Ethernet).

2 - Existem dois tipos de cabos CAT5, o UTP (unshielded do twisted pair - par trançado não blindado) e o STP (shielded do twisted pair - par trançado blindado).

3 - A distância máxima permitida para o cabo CAT5, segundo o padrão TIA/EIA 568-B é de no máximo 100 metros sem repetidores.

4 - O conector utilizado neste tipo de cabeamento é o RJ45.

5 - Normalmente utilizado para conectar uma estação em um hub.

Cabeamento CAT5 (Cross over)

1 - Segue o mesmo padrão TIA/EIA 568-B (distância e velocidade máxima permitida, impedância, e etc).

2 - Utilizado normalmente para fazer a conexão entre dois computadores por uma placa de rede ou para fazer o cascateamento de hubs. Consulte o manual dos hubs utilizados na rede, pois muitos deles possuem uma chave ou porta que podem ser utilizadas para não usar o cabo cross over.

3 - Para fazer um cabo cross over, basta trançar os pinos 1 e 2, com os 3 e 6 respectivamente.

4 - O esquema mostrado é para 10baseT, para 100baseT é preciso ligar também o pino 4 com o 4, o 5 com o 5, o 7 com o 7 e o 8 com o 8.