Acelere sua conexão com a Internet

Prepare-se para acelerar

2/07/2002 11:34:14
PC World - http://pcworld.terra.com.br/pcw/pratica/dicas/internet/0177.html

A melhor maneira de aumentar a probabilidade de estabelecer uma conexão com a Internet rápida e sem problemas é uma boa e limpa instalação. Siga estas dicas para não ficar parado na linha de largada.

Não destrua suas pontes. Se você estiver atualizando para uma conexão de alta velocidade, mantenha seu modem para uso em linha discada funcionando. Talvez você precise dele naquele instante para baixar drivers ou outros arquivos necessários para completar sua instalação de banda larga. Também é aconselhável manter sua conexão por linha discada por perto como backup quando sua banda largar ficar inoperante — o que, sem dúvida, acontecerá algum dia.

Prepare o PC. Se a configuração do seu novo serviço de Internet exigir a visita de um técnico, facilite o máximo possível a vida dele. O acesso ao PC está facilitado e o equipamento está localizado perto de uma tomada de telefone ou de um cabo coaxial? Ou será necessário o uso de uma extensão longuíssima que o técnico talvez não tenha? Preveja as necessidades específicas do seu ambiente de trabalho e se certifique, de antemão, de que o técnico esteja ciente delas.

Verifique se seu computador satisfaz todos os requisitos de hardware e software do novo serviço. A interface apropriada – seja slot PCI, porta serial ou porta USB – está livre e funcionando bem? Procure sinalizadores de erro amarelos no Gerenciador de dispositivos do Windows e resolva qualquer problema de hardware antes de o técnico chegar. O modo de abrir o utilitário varia, dependendo da sua versão do Windows, mas uma maneira é clicar com o botão direito do mouse em Meu Computador, escolher Propriedades e procurar uma guia ou um botão chamado Gerenciador de dispositivos.

Tenha os drivers para seu modem e os discos com o sistema operacional à mão em disquetes ou outros meios removíveis ou os copie para o disco rígido para poder acessá-los rapidamente. Você só precisa copiar os arquivos .CAB do CD do Windows ou do diretório para recuperação do sistema.

Dica rápida: Faça o dever de casa

Instalar acesso de alta velocidade é como consertar o carro: quanto mais você sabe, mais se envolve, maior a probabilidade de conseguir resultados rápidos e eficientes. Antes da instalação, dedique algum tempo para pesquisar seu método de conexão; além disso, tente determinar a velocidade de transmissão que você pode esperar, os problemas que está propenso a encontrar e a reputação de seus provedores.

Trate o técnico como um amigo que não via há tempos. Qualquer instalação de banda larga pode ser frustrante, mas os técnicos e o pessoal de serviço raramente são responsáveis por problemas na retaguarda. A maioria deles são profissionais dedicados com um cinto de ferramentas repleto de dicas confidenciais sobre sua configuração de banda larga. Às vezes, um pouco de boa vontade – e talvez um biscoitinho ou uma lata de refrigerante – pode poupar horas de telefonemas frustrantes ao suporte técnico.

Conheça seus limites. Em praticamente todos os casos, a provedora local vai mandar um técnico à sua casa para checar a possibilidade de instalação de DSL a partir das linhas telefônicas instaladas da sua casa ou do seu prédio até a caixa mais próxima (que, em geral, está apenas a uns três metros). O técnico vai determinar seu taxa de transferência de dados máxima disponível, entre outros fatores, baseado na distância em relação à central telefônica. Quanto mais perto você estiver, maior é a velocidade máxima em potencial da conexão. Tipicamente, o PC tem que estar a até seis quilômetros da central para estar qualificado para o serviço DSL. Pergunte ao técnico qual é a maior velocidade que sua localização pode oferecer para evitar expectativas irreais.

Evite o círculo da culpa. As instalações DSL – e algumas instalações a cabo – requerem mais de uma visita de técnicos ao local: a primeira vez para testar a linha e preparar a fiação e a segunda para fazer a conexão. Essas tarefas podem ser realizadas por divisões diferentes da mesma empresa ou, no caso de muitas instalações DSL, pela companhia telefônica local inicialmente e depois por um provedor. Quando surgem problemas, cada empresa ou divisão pode culpar a outra. Sua melhor defesa é perguntar ao representante que recebe as suas ordens quem exatamente é responsável por quais tarefas e como essas pessoas podem ser contatadas. Certifique-se de ter essa informação antes que alguém apareça na sua porta. Além disso, guarde anotações sobre tudo, incluindo nomes, datas, o que foi feito e o que foi prometido. Quem não chora, não mama.

Faça você mesmo? Você mesmo pode instalar qualquer um dos quatro tipos de conexão de banda larga, mas não há garantia de que vai economizar tempo ou dinheiro. Provedores de serviços a cabo ou DSL oferecem kits de auto-instalação que os usuários muito experientes em PC provavelmente vão manusear com pouca ou nenhuma dificuldade. Porém, se você pensa que Makita é uma raça de cachorro para trenós – é, na verdade, um fabricante de ferramentas – instalar um sistema por satélite ou wireless não é para o seu bico; exige afinidade com ferramentas usadas por técnicos da área e muitas horas de dedicação. Infelizmente, muita gente descobre que instalar banda larga sozinho pode ser um verdadeiro pesadelo. Tenha em mente esses dois pontos:
* Não se arrisque com hardware: Teoricamente, qualquer placa de rede adequadamente instalada funcionará com qualquer dispositivo de acesso à Internet. Na prática, você não pode contar com isso. Use sempre os produtos recomendados por seu provedor. Procure uma lista de itens compatíveis no site do provedor.
* Use o equipamento fornecido: O cabo que conecta um modem de banda larga à porta Ethernet do PC pode parecer padrão, mas talvez não seja. Alguns kits de instalação de DSL e satélite usam um cabo crossover especial. Não adianta tentar substituí-lo por um cabo padrão.

Fora da caixa. Se você preferir não abrir o gabinete do seu sistema, peça ao provedor um modem externo que se conecte ao PC via USB. Se você tiver que usar uma conexão Ethernet, dê uma olhada em adaptadores externos USB/Ethernet.

O USB 1.1 apresenta um taxa de transferência nominal de 12 Mbps, mas, na realidade, raramente ultrapassa 8 Mbps, sendo 6 Mbps o usual. Se você usa videoconferência ou outras aplicações de Internet devoradoras de banda que requerem velocidades acima de 8 Mbps, considere o uso de uma segunda placa USB dedicada para sua conexão de banda larga. Ou aguarde a chegada de hardware compatível com USB 2.0, mais veloz. Computadores equipados com essa interface devem estar disponíveis muito em breve.

Veja também:
Acelere sua conexão: Introdução
Acelere sua conexão: Questão de jeitinho
Acelere sua conexão: A mecânica da Internet
Acelere sua conexão: VPN