Acelere sua conexão com a Internet

A mecânica da Internet

12/07/2002 11:46:21
PC World - http://pcworld.terra.com.br/pcw/pratica/dicas/internet/0179.html

Um dia você está correndo na Internet a velocidades vertiginosas e no outro dia parece estar rebocando um trailer. As condições de conexão mudam naturalmente, mas isso não significa que você precisa ficar à deriva. As dicas a seguir vão trazer sua conexão com a Internet de volta aos trilhos.

Está tudo OK? Se você não consegue conexão nenhuma, comece o diagnóstico checando o óbvio. Será que tudo está firmemente plugado e alimentado? Verifique os protetores contra surtos de voltagem. Às vezes, os botões são desligados acidentalmente ou uma falha no fornecimento de energia ou tempestade elétrica nas imediações podem acionar os disjuntores. Certifique-se de que cada cabo e conexão com seu PC esteja firme no lugar; às vezes, um conector que parece bem preso está, na verdade, solto.

Verifique o status do provedor. O problema pode estar no seu provedor. Vá à página Web da empresa se você conseguir se conectar. Se não conseguir, telefone para o número de suporte técnico. Com sorte, será um número gratuito; com mais sorte ainda, você não terá que ficar à espera tempo demais.

Dica rápida: O que chega e o que sai

Você pode ficar de olho no desempenho da Internet com o Net.Medic, um utilitário da Vital Signs Software que monitora o fluxo de dados para dentro, para fora e em torno do PC. O Net.Medic ajuda a descobrir gargalos e fornece um padrão para medir o desempenho on-line do PC.

Cheque seu histórico de crédito. A morte de uma conexão pode ser conseqüência de uma desordem de contabilidade. Você perdeu o cartão de crédito ou ele foi roubado nos últimos meses? Ou a data de vencimento passou? Com freqüência, quem usa cartão de crédito para pagamentos automáticos ao provedor se esquece de pedir uma conta nova ou uma nova data de vencimento, se o cartão foi roubado ou perdido. E, graças aos atuais sistemas de contabilidade sem papel, talvez você não receba um aviso antes de o provedor cortar a conexão por falta de pagamento. Se for simplesmente uma questão de atualizar as informações do cartão de crédito, basta um telefonema para você estar a todo vapor novamente.

Ligue a TV. Se você assina um serviço de TV a cabo, ligue a televisão. Se os sinais da TV a cabo não estiverem entrando, o mesmo acontecerá com os sinais de dados. Infelizmente, um sinal de TV por satélite morto nem sempre é sinônimo de problemas com o sinal de dados por satélite. Isso porque os sinais de televisão e dados via satélite se movem por circuitos diferentes. Ainda assim, se você não tiver sinal de televisão via satélite, um telefonema ao seu provedor se justifica.

Dê uma luz ao problema. Os modems a cabo, DSL e satélite possuem várias luzes de status para monitorar dados recebidos e enviados. A documentação do modem deve dizer o que significam as luzes no seu equipamento. A maioria deles tem alguns dos indicadores a seguir ou todos eles:
* Energia/status: Esse sinal confirma que o modem está funcionando. Um piscar constante pode indicar problemas internos de hardware ou firmware.
* Sync ou link: Essa luz sinaliza um link bem-sucedido com o provedor.
* Atividade da rede: Esse sinal mostra que os dados estão passando entre o modem e sua placa Ethernet.
* Atividade da linha: Essa luz permite que você saiba que os dados estão transitando entre o modem do seu computador e a Internet.

Dica rápida: Reinicie o PC

É surpreendente o número de vezes que você pode fazer seus problemas desaparecerem simplesmente reiniciando o PC. Mas não se esqueça de deixar o sistema desligado por no mínimo 30 segundos antes de reiniciar. À medida que o PC reiniciar, vigie o texto exibido no monitor; mensagens de erro podem oferecer pistas sobre o que aflige o computador.

Interfira na interferência. Os sinais DSL são muito mais sensíveis à interferência na linha do que os sinais de voz que compartilham o mesmo canal. Se você sofrer de lentidão intermitente na sua transferência de dados, algo pode estar retardando o sinal da sua conexão. Desconecte telefones, aparelhos de fax e outros dispositivos telefônicos que compartilham sua linha DSL. Verifique também os microfiltros instalados para cada um desses dispositivos; um deles talvez não esteja bem conectado.

A interferência pode estar vindo de fora. Procure eventos ou padrões que possam ajudar seu provedor a identificar a origem. Tempo ruim, por exemplo, pode causar problemas em uma linha mal isolada.

Se você ouvir sons ao fundo quando usa o telefone, peça que a companhia telefônica repare a linha.

Não se sinta desprezado. Desconectar-se do provedor ocasionalmente é um fato da vida on-line. Modems V.90 operam próximos aos limites das linhas de telefone existentes, por isso qualquer distúrbio pode afetar a conexão. Infelizmente, não há muito que você possa fazer para controlar problemas originados de linhas de telefone externas. Mas você pode fazer várias coisas para dar um empurrãozinho nas linhas internas:
* Desative a chamada em espera: Se não o fizer, cada chamada recebida vai desconectá-lo.
* Desacelere: Abra a entrada do modem no Gerenciador de dispositivos, clicando em Meu Computador com o botão direito do mouse e selecionando Propriedades (no Windows XP, clique na guia Hardware e depois no botão Gerenciador de dispositivos). Dê um duplo clique na entrada para seu modem, escolha a guia Modem e abaixe o valor na caixa Velocidade máxima. Isso pode tornar a conexão um pouco mais lenta, mas deverá ajudá-lo a evitar interrupções de conexão. Em seguida, escolha a guia Conexão e selecione Configurações da porta (no Windows XP, escolha a guia Avançado e clique no botão Configuração avançada das portas). Experimente tamanhos de buffer diferentes para checar se ajustes nessa variável ajudam a aliviar seus males de conexão.

Verifique problemas de hardware no Windows. Certifique-se de que dispositivos como modem, placa de rede, interface USB estão instalados adequadamente no Windows. Abra o Gerenciador de dispositivos clicando em Meu Computador com o botão direito do mouse e escolhendo Propriedades (no Windows XP, escolha a guia Hardware e clique no botão Gerenciador de dispositivos). Selecione a entrada para cada dispositivo. Se tudo estiver bem, a caixa Status do dispositivo dirá “Este dispositivo está funcionando corretamente”. Do contrário, uma mensagem do erro descreverá a natureza do problema.

É você, seu provedor ou a Internet? Você passa horas falando no telefone, reinstalando software e fazendo ajustes nas configurações do PC, só para ouvir o técnico de suporte dizer: “Meu Deus, estou perplexo. O problema tem que estar na Internet”. Para não desperdiçar tempo e energia no futuro, tente identificar a causa de uma conexão lenta ou inexistente antes de contatar o suporte técnico. Eis alguns pontos de partida.

* Conecte com ping: Ping é um pequeno utilitário no DOS ligeiramente técnico, mas que vale a pena usar para diagnosticar uma conexão de banda larga ruim. O programa manda um sinal do PC para um endereço da Internet selecionado e espera um sinal de retorno. Se você receber resposta, é sinal de que é possível fazer uma conexão. Caso contrário, esse utilitário pode ajudá-lo a localizar o problema.

Infelizmente, por razões de segurança, mais e mais sites – especialmente os comerciais – estão sendo programados para não retornar sinais de ping, para não estarem sob risco de uma avalanche de solicitações de ping mal-intencionadas, mais conhecida por ataque DoS (Denial of Service). Para fins de diagnóstico, porém, basta enviar uma solicitação de ping para um endereço da Internet que você tenha certeza que vai responder, como o do seu provedor. Você pode encontrar o endereço nas configurações TCP/IP sob o cabeçalho Rede ou Conexões de rede do Painel de Controle, dependendo da sua versão do Windows.

Clique em Iniciar-Executar e digite ping seguido por um espaço e depois o endereço IP que você escolheu. Melhor ainda, faça o download do Sam Spade, um programa gratuito que coloca uma interface gráfica fácil de usar no ping e outros utilitários DOS práticos. Os resultados devolvidos pelo ping, listados em milissegundos, representam a viagem de ida e volta do sinal.

Se você enviar uma solicitação de ping para 127.0.0.1 e não obtiver resposta, o problema pode estar nas configurações de rede do PC. Se você receber uma resposta, mas continuar tendo problemas de conexão, mande uma solicitação de ping para seu gateway default; essa é a porta do seu PC para a Internet, quer esteja no provedor, dentro da rede local ou em outro lugar qualquer. Para encontrar seu gateway default no Windows 9x e Me, clique em Iniciar-Executar e digite ipconfig ou pergunte ao provedor. Você também encontrará seu gateway default listado nas propriedades das suas configurações TCP/IP no Painel de Controle sob o item Rede ou Conexões de rede, dependendo da versão do Windows. Um sinal de ping bem-sucedido sugere que os problemas de conexão residem fora do PC e da rede local, talvez no provedor.

* Rastreie: Se você determinou que a origem do problema em se conectar com um site é externa, mas não está no provedor, talvez encontre alguma informação útil rodando um utilitário DOS chamado Tracert. O Tracert funciona como o ping e também pode ser executado a partir do Sam Spade.

Quando seu navegador solicita uma página Web, o pedido viaja do PC ao provedor e depois pula entre uma série de computadores ou roteadores até o destino. O Tracert segue esse caminho e exibe um nome de dispositivo freqüentemente enigmático e o tempo de viagem entre cada ponto. Se um site estiver excepcionalmente lento, essa lista poderá informar se a lentidão se deve ao servidor do site ou a um dos roteadores encontrados pelo pacote ao longo do caminho.

Em geral, não há muito o que você possa fazer com relação a retardos e gargalos na Internet. Mas, se você observar que os primeiros itens que o Tracert lista são sempre os mesmos para cada rota, ou têm nomes muito similares, esses roteadores talvez pertençam ao seu provedor ou à empresa que fornece acesso à Internet. Se enfrentar lentidão constante ou falha em um desses roteadores, ligue para o provedor e passe essa informação. Fazendo isso, poderá acelerar as conexões para si próprio como para muitas outras pessoas também.

Vida longa. Às vezes, você não consegue se conectar a um site porque seus dados morrem prematuramente. Todos os pacotes de dados na Internet carregam um número Time to Live (TTL). Toda vez que o pacote passa por um roteador ou dispositivo similar, seu valor TTL cai, de um em um. Quando o TTL chega a zero, o pacote morre. Isso impede que pacotes perdidos ou danificados fiquem vagando na Internet para sempre.

O valor padrão de TTL do Windows é 32; se seus dados tiverem que passar por mais de 32 roteadores para atingir o destino, não vão chegar. Casos de morte prematura de pacotes não são freqüentes, mas acontecem. Para evitá-los, mude a configuração Default TTL localizada no Registro do Windows em HKEY_= LOCAL_MACHINE\System\CurrentControlSet\Services\VxD\MSTCP. Você pode usar o regedit para fazer isso manualmente se tiver amplo conhecimento do Registro ou tomar o caminho mais fácil e trabalhar com um utilitário específico para editar o Registro do Windows.

Veja também:

Acelere sua conexão: Introdução
Acelere sua conexão: Prepare-se para acelerar
Acelere sua conexão: Questão de jeitinho
Acelere sua conexão: VPN